fbpx

LASER FRACIONADO
NÃO ABLATIVO

O laser fracionado não ablativo provoca lesões térmicas microscópicas na superfície cutânea do couro cabeludo, com objetivo de estimular o crescimento de novos fios, através do processo de regeneração e cicatrização da pele perifolicular da área tratada. Devido ao seu efeito térmico, o calor local é capaz de provocar uma vasodilatação na região do bulbo folicular e contribui para liberação de fatores de crescimento provenientes do próprio paciente, que estimulam o desenvolvimento de novos fios. O laser fracionado dispara os raios através de um sistema de raios focados, sempre poupando uma área de pele saudável ao redor, o que consiste numa característica fundamental para cicatrização cutânea mais rápida. Além disso, essas aberturas milimétricas funcionam como pequenos canais que permitem maior absorção e penetração de princípios ativos, que podem ser aplicados imediatamente após a sessão do laser fracionado não ablativo, como uma forma de Drug Delivery.

O laser fracionado não ablativo pode ser indicado para o tratamento coadjuvante (ou seja, que não exclui a necessidade de tratamento clínico) da alopecia androgenética, conhecida como calvície. Este procedimento também pode ser indicado para outras formas de alopecia. É fundamental a realização de uma consulta com o médico dermatologista que irá avaliar a indicação e as melhores modalidades terapêuticas para cada caso.

O uso de creme anestésico é necessário antes da aplicação do laser, assim como pode ser realizada a anestesia injetável local. O paciente pode sentir ardência, vermelhidão, inchaço e queimação após realizar o tratamento. Estes efeitos devem desaparecer dentro de algumas horas. Também pode ocorrer uma leve descamação da pele e sensação de prurido (coceira). Pequenas crostas também podem surgir, levando de quatro a 30 dias para desaparecerem.

O número e o intervalo entre as sessões variam de acordo com a necessidade do paciente. O período de recuperação é curto, durando de dois a cinco dias.

Cuidados posteriores:

• Usar filtro solar diariamente;
• Evitar exposição solar por um mês;
• Usar cremes regeneradores cutâneos, caso sejam receitados.
×